domingo, 11 de setembro de 2011

Somos quem queremos ser

    A partir da década de 50 a sociedade sofreu drásticas transformações, tanto culturais como na forma de pensar, na maneira de socialização, mas principalmente na forma de caracterizar o próprio ser humano.
    Com o grande avanço da tecnologia nas ultimas décadas os meios de comunicação se tornaram facilmente adquiríveis. Este fato provocou o surgimento das famosas "redes sociais" e facilitou o avanço da mídia sobre os indivíduos.
    A humanidade estando mais individualista e capitalista esta incentivando a expansão das "redes sociais", que possuem o grande paradoxo: aproxima quem está longe e distancia quem esta perto, e influenciam as pessoas a criarem "perfis" no intuito de se autodivulgarem . Provocando o agravamento do maior problema do século e XXI: a depressão.
    Volúveis, influenciáveis, com baixa auto-estima e sem identidade assim é caracterizado vários grupos sociais. O que para a mídia é uma ótima oportunidade de fazer mais vitimas do sistema social capitalista. Destes grupos a maioria dos integrantes são adolescentes, jovens e adultos. Os que deveriam representar uma esperança de um futuro diferente e melhor. Mas não passam de uma massa moldada por uma força alienadora (o sistema, a mídia, o capitalismo, o individualismo), obedecendo e aceitando tudo sem questionar nada.
    O desenvolvimento tecnológico que teoricamente deveria ajudar, se tornou algo prejudicial. Um mecanismo que oferece todas as ferramentas para a evolução intelectual, social e do próprio ser, se transformou em uma grande industria de "seres humanos". Onde a sociedade se tornou um grande organismo alienado.
    Por mais que as pessoas tentem se deligar do sistema é impossível. Porque não tem como passar por ele superficialmente e sem sofrer alguma (ou muita) influencia e mudança. Entretanto todos têm o direito de ser quem realmente é, de se assumir e aceitar-se com suas verdadeiras características, não deixando se moldar por nenhuma fórmula pronta. Cada pessoa é responsável pela sua autocriação, com seus sonhos e esperanças. E é isso que deve ser incentivado, pois sem imaginação, sonhos, esperanças e mudanças a sociedade estará condenada a aceitar as coisas como estão e isso não pode acontecer.
    Como diz uma música do Engenheiros do Hawaii "Somos quem podemos ser, sonhos que podemos ter".


Um comentário:

  1. Vc tem muito talento... cheia os espacos com suas palavrs...beijos pra vc

    ResponderExcluir